quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Normas da Anvisa para tatuagem

regras-estudios-tatuagem-1.jpgBEATRIZ HELENA/BOLSA DE MULHER
Sempre quando o tema é “fazer uma tatuagem” um dos primeiros assuntos que surgem é sobre os estúdios de tatuagem. Sim, é muito importante que o local escolhido tenha implementado todas as regras da Anvisa para evitar os riscos que uma tatuagem traz, como infecções ou até doenças. Mas, quais são as regras?

O que deve ser levado em consideração?

tatuagem-passo-a-passo5_1.jpgBEATRIZ HELENA/BOLSA DE MULHER

Alvará

A primeira coisa que deve ser pesquisada é se o local possui alvará de funcionamento. O alvará é sempre emitido pelo município ou por outro órgão competente e só é liberado quando o estabelecimento se adéqua a todas as regras. Mas é importante checar se todas as outras normas são seguidas.

Cadastro

O cadastramento do cliente é obrigatório. Nele, deve conter informações do estabelecimento, do profissional que realizará o procedimento e as informações do material necessário, como nome das tintas, número do lote, data de fabricação e vencimento. Menores de idade só podem fazer uma tatuagem ou colocar um piercing com uma autorização do responsável e no dia, no preenchimento do cadastro, deve entregar xerox do RG do responsável e da certidão de nascimento do menor.

Estrutura física

Estar atento à estrutura física também é importante. A recepção deve ser separada da sala de procedimento. Na sala de procedimento é possível que tenha mais de uma cadeira ou maca, porém, todas elas devem respeitar a distância mínima de um metro, bem como permitirem a livre circulação de pessoas. É necessário também conter lixeiras com tampas e pedestais e uma pia exclusiva para a lavagem das mãos, com papel descartável, já que toalhas úmidas podem favorecer a proliferação de fungos. As demais instalações, como os banheiros, devem estar em bom estado, bem iluminadas e ventiladas.

Tintas

pigmentacao-de-tatuagem-1.jpgISTOCKPHOTO/THINKSTOCK
As tintas só podem ser utilizadas se forem regulamentadas pela Anvisa ou por algum outro órgão competente. É importante se atentar a este detalhe já que a pigmentação da tinta pode causar alergias e queloides. Para o procedimento, as tintas devem ser fracionadas e após o uso, descartadas. Em hipótese alguma a agulha deve entrar em contato com a embalagem original da pigmentação.

Esterilização

Outra área precisa ser destinada aos procedimentos de desinfecção, esterilização e assepsia. É imprescindível que materiais como o jato, partes da máquina de tatuagem e pinças ou alicates sejam esterilizados na autoclave. Todos os utensílios devem ser esterilizados em kits individuas, lacrados e só abertos na frente do cliente, no momento de realizar o procedimento.

Descarte

Materiais como luva, algodão, papel, agulhas e lâminas de depilação devem ser descartados a cada procedimento. O descarte não pode ser feito em lixo comum. Devem ser reservados e recolhidos para incineração.

Profissionais

Os profissionais devem estar vacinados contra hepatite B e tétano, além de usarem equipamentos de proteção individual e comprovar conhecimento no procedimento que irá realizar. Nenhum remédio, seja de uso via oral ou cutânea, deve ser prescrito pelos profissionais.